Compre já a nova edição do livro MINHO CONNECTION

30 anos de descobertas no Aro Arqueológico do Forte de Lovelhe

Comunicado de Imprensa
30 anos de descobertas no Aro Arqueológico do Forte de Lovelhe

Pela importância histórica no contexto do Norte de Portugal e da Galiza, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai assinalar, de 25 de setembro a 03 de outubro, os 30 anos sobre a primeira intervenção arqueológica no Aro Arqueológico do Forte de Lovelhe. O vasto programa de atividades gratuitas visa o envolvimento da comunidade local, escolar e científica.

Um sítio arqueológico carregado de história e identidade que permitiu conhecer em profundidade a presença humana, as suas relações e atividades, nos últimos 2100 anos em Vila Nova de Cerveira e nas localidades de fronteira. Foi há 30 anos que uma equipa de arqueólogos começou a por a descoberto, na freguesia de Lovelhe, diversas ruínas, mostrando a evolução de pequeno castro, transformado em vicus sob a alçada romana e reocupado durante o período suevo-visigótico, exumando um vasto conjunto de peças arqueológicas.

Volvidas três décadas, a autarquia cerveirense pretende comemorar esta efeméride com um programa evocativo do Aro Arqueológico do Forte de Lovelhe que, além de dar a conhecer algumas peças, faz um ponto de situação nas investigações e trabalhos entretanto executados, propiciando uma ampla difusão de conhecimento sobre esta estação arqueológica.

“É de todo importante perceber o passado para entender o presente e preparar o futuro. O estudo e a proteção do espólio, das ruínas e dos conhecimentos consolidados nestes 30 anos colocam Vila Nova de Cerveira no mapa da investigação científica e promovem este espaço fantástico enquanto pólo de investigação, local de aprendizagem e de referência turística”, explica Aurora Viães. A vereadora da cultura do executivo cerveirense acrescenta ainda que o Aro Arqueológico do Forte de Lovelhe constitui-se como “um espaço de visita para todas as escolas, pois permite aos alunos contactar in loco com o evoluir dos tempos”.

Pela primeira vez será possível apreciar o espólio exumado numa mostra patente no antigo edifício da Câmara Municipal, no Castelo; fazer visitas guiadas à estação arqueológica incluindo a fortaleza e os diferentes sectores de ruínas, ou participar num Ciclo de Conferências intitulado “O Forte de Lovelhe e o seu contexto regional” e que conta com a presença de vários especialistas nacionais e galegos; e a apresentação do livro “Memórias Arqueológicas do Forte de Lovelhe, 1985-2015” pelo Prof. Doutor Carlos A. Brochado de Almeida. E porque a história é de todos e para todos, estas comemorações almejam o envolvimento da comunidade local com o seu património, com destaque para um trabalho mais direto com as escolas do Concelho.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

Entre 25 de setembro e 03 de outubro, as atividades são gratuitas e abertas ao público, apenas solicitando-se marcação prévia para arqueologia@cm-vncerveira.pt ou 251 70 80 20.

PUB
  Partilhar este artigo
  Partilhar este artigo
PUB
📌 Mais de Cerveira
PUB

Junte-se a nós todas as semanas