A solidariedade é a estrela que mais brilha no natal das comunidades portuguesas

O Natal é a festa por excelência da família, da paz, do amor, da alegria, da solidariedade e da esperança num futuro melhor, que todos desejamos que a breve trecho passe pelo desfecho da Guerra na Ucrânia, e pela regularização do surto inflacionista, da subida das taxas de juro e da carência de matérias-primas.

É neste contexto socioeconómico adverso, marcado pela perda de rendimentos das famílias a nível global, que o espírito solidário intrínseco à genética das comunidades portuguesas espalhadas pelos quatro cantos do mundo, ganha ainda maior relevância.

Nestes tempos complexos, inesperados e desafiantes que vivemos, a diáspora lusa no mundo tem demonstrado um enorme espírito de solidariedade, o mais importante valor que nos humanizam e dão sentido ao Natal, apoiando quer os nossos compatriotas no estrangeiro, assim como os portugueses residentes no território nacional.

Um dos exemplos mais paradigmáticos de solidariedade dinamizada no seio das comunidades portuguesas, é o que está a ocorrer na América do Norte, mais concretamente em Toronto, onde vive a maioria dos mais de meio milhão de compatriotas e lusodescendentes presentes no Canadá. Mormente, a construção a médio prazo de um centro, orçado em vários milhões de dólares, capaz de acolher mais de duas centenas de idosos, especialmente direcionado para a comunidade portuguesa.

Este projeto, há muito ambicionado pelos emigrantes lusos na maior cidade canadiana, está a ser dinamizado pela Magellen Community Charities (Instituição de Caridade Comunitária Magalhães). Uma organização sem fins lucrativos, em homenagem ao navegador português, que através da colaboração do poder politico e da solidariedade da comunidade luso-canadiana, pretende construir um lar culturalmente específico que terá que cumprir as seguintes condições: profissionais de saúde que falem português; atividades cultural e espiritualmente desenvolvidas em ambiente cultural sensível; promoção de programas sociais e recreativos em português e alimentação que deve incluir pratos tradicionais.

Estando, nesta fase, em processo de angariação de fundos, desdobrando-se os seus vários diretores em contactos e apelos para que a comunidade luso-canadiana, cada um dentro das suas possibilidades, possa contribuir para que o projeto se torne uma realidade em 2025. Como realçou, aquando da apresentação pública do mesmo, o empresário benemérito e diretor da Magellan Community Charities, Manuel DaCosta, é “importante estarmos todos envolvidos, se não vamos perder uma oportunidade que não termos num futuro próximo. Estamos empenhados para que tenha sucesso e para que toda a comunidade se envolva”.

Na esteira do pensamento do comendador Manuel DaCosta, e numa época de galopante envelhecimento da população e de adversidades socioeconómicas, a construção de uma “casa” para os mais velhos da comunidade luso-canadiana, testemunha admiravelmente que a solidariedade é uma das principais marcas da diáspora, em particular, da comunidade portuguesa em Toronto.

Que a solidariedade que emana das comunidades portugueses nos irmane a todos a tornar o mundo um lugar melhor, e nos inspire uma Feliz Quadra Natalícia e um Próspero Ano Novo.

geral@danielbastos.pt
  Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Opinião  
  Partilhar este artigo