Biblioterapia regressa para reavivar memórias

Após um breve interregno, a Junta de Freguesia de S. Vicente e a biblioteca Lúcio Craveiro da Silva retomaram, neste última quarta-feira, as sessões de biblioterapia para idosos. No Asilo de S. José, as técnicas Celeste Magro e Conceição Marques trouxeram àqueles utentes mais uma história para reavivar memórias.

Extraída do conto tradicional português “Corre, corre cabacinha”, da autoria de Alice Vieira, os residentes do Asilo de S. José assistiram a uma verdadeira e interacção por parte das animadoras daquela biblioteca. Puseram o público a participar activamente, como aliás já vem sendo hábito.

O enredo teve como protagonistas duas amigas que se entusiasmam e recordam histórias antigas e, como tal, tudo pode acontecer. O envolvimento da plateia foi tal que as técnicas foram aplaudidas entusiasticamente.

Reavivar memórias através de um conto tradicional que viajou no tempo e que passou de geração em geração foi ali recordado. A linguagem foi recriada para se tornar mais lúcida e ritmada ao som de uma cantiga popular.

PUB

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

As sessões de biblioterapia para idosos resultam de uma parceria entre a Junta de Freguesia de S. Vicente e a biblioteca Lúcio Craveiro da Silva com vários objectivos, nomeadamente a promoção do livro e da leitura nas camadas mais idosas da população; a socialização entre os residentes; o reavivar de memórias e histórias antigas e esquecidas e proporcionar momentos de descontração e convívio entre o público com actividades de dança e interpretação de personagens das histórias que são contadas.

A Junta de Freguesia de S. Vicente esteve representada por Domingos Alves, vogal para a Educação e Cultura. O autarca aproveitou a oportunidade para oferecer às animadoras um exemplar do seu mais recente trabalho editorial “Retalhos de Escrita”.

PUB

 

PUB
PUB
  Partilhar este artigo

  Partilhar

PUB
PUB

Junte-se a nós todas as semanas