Compre já a nova edição do livro MINHO CONNECTION

Bombeiros da Barca apelam à colaboração da Comunidade

Cartaz

A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca vai levar a cabo, ao longo deste ano, uma campanha de angariação de fundos, para satisfazer a resolução de algumas necessidades mais prementes, ao nível das instalações do quartel e da renovação da frota de viaturas.

Para além das dinâmicas próprias já habituais, a Direcção conta com o empenho do Corpo Activo, que se propõe formar uma equipa para “Cantar as Janeiras” por todo o Concelho e ainda solicitar a ajuda dos párocos na realização de peditórios nas diversas freguesias.

A promoção de outros eventos capazes de gerar receita e a mobilização da comunidade barquense emigrante pelos quatro cantos do mundo fazem também parte das iniciativas que estão pensadas para fazer face às intervenções previstas para o corrente ano e que foram dadas a conhecer na última Assembleia-Geral que aprovou por unanimidade o Plano de Actividades e Orçamento 2016 da Associação.

Nos termos do documento, a principal preocupação da Direcção presidida por Arlindo Bago é responder às necessidades mais urgentes do Corpo Activo e continuar a preservar o equilíbrio financeiro da Instituição, tentando reduzir os custos, potenciando as receitas e optimizando os recursos existentes, para garantir os meios necessários a uma intervenção competente na prestação do socorro às populações.

PUB

No âmbito do Quartel Operacional, prevêem-se algumas intervenções, programadas em articulação com o Corpo Activo e o seu Comando, nomeadamente, obras de pintura do edifício, substituição das coberturas em lusalite e construção, ao nível do piso da parada do quartel, em cima da designada residência do quarteleiro, de um espaço com placa e respectiva cobertura, com capacidade para albergar sete viaturas ligeiras.

Trata-se de uma opção de recurso enquanto não se avança para a construção do novo quartel, uma necessidade cada vez mais urgente, uma vez que o actual não garante a funcionalidade desejável, nem oferece aos soldados da paz condições adequadas de trabalho.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

A exemplo do que vem acontecendo de há alguns anos a esta parte, o parque de viaturas afecto à área da saúde continuará a ser renovado, com a aquisição de uma nova ambulância.

O apoio à formação e qualificação dos bombeiros segundo os critérios do Comando, a aquisição de equipamentos de protecção individual e de materiais necessários ao desempenho das missões do Corpo Activo e a manutenção da Equipa de Intervenção Permanente (EIP) figuram também entre as acções previstas para este ano.

PUB

Para fazer face a estes investimentos, a Direcção e o Corpo Activo contam com a generosidade da comunidade barquense residente no Concelho e emigrante, esperando que as campanhas de angariação de novos sócios e de captação de donativos junto das empresas, instituições e cidadãos em geral sejam compreendidas e devidamente acolhidas por todos.

Tudo isto porque – sublinhou o Presidente da Assembleia-Geral – o que está em causa é o cumprimento da nobre missão da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca, uma instituição que desejamos cada vez mais forte, mais capaz, cada vez mais sentida por todos, na medida em que está ao serviço de todos, dia e noite, todos os dias do ano.

PUB
  Partilhar este artigo
  Partilhar este artigo
PUB
📌 Mais da Barca
PUB

Junte-se a nós todas as semanas