CENSO disponibiliza projecto “Cinco Estrelas”

ss O “Cinco Estrelas”, desde a sua criação há cerca de um ano já chegou a dezenas de famílias monçanenses e permitiu a criação de dois postos de trabalho. A iniciativa é do Centro Social, Cultural e Recreativo (CENSO) e pretende alargar a área de intervenção, abrindo um espaço na vila de Monção.
“Cada estrela corresponde a um serviço”, explica a directora técnica da Instituição. Sónia Durães manifesta que “criamos dois postos de trabalho, sendo que no início só estava previsto um. Este projecto tem como objectivo a empregabilidade de desempregados de longa duração e beneficiários de rendimento social de inserção. Cada uma das colaboradoras era de uma dessas duas áreas”.
“Fada do Lar”, destinada às limpezas domésticas; “Clínica da Roupa”; “Marmita Gourmet”; “SOS Bricolage” e “Brilho Automóvel” são as cinco áreas de actuação. Nesta época de vindimas, a Instituição faz uma campanha direccionada para a alimentação nas vindimas. “Este ano temos uma campanha de Marmita Gourmet para as vindimas. Se há aquelas pessoas que dão o almoço aos trabalhadores na vindima nós tratamos desse assunto. Claro que tem de nos avisar com alguns dias de antecedência. Logo que saibam quando tem marcado o dia das vindimas podem contactar-nos para planear tudo. Nós levamos ao local. Tem abrangência de todo o concelho”, conta.
No futuro pretendem abrir um espaço na vila. O “ponto de referência” no centro do concelho servirá também para “substituir uma das estrelas por Oldsitting e Babysitting”. Este é um serviço há muito pedido. A directora técnica esclarece: “É um serviço que nos tem sido pedido que é cuidar de uma criança ou de um idoso durante umas horas”.
O “Cinco Estrelas” está seleccionado para os prémios Manuel António da Mota, e é um dos dois projectos do Norte escolhido. “Se for aprovado nos prémios Manuel António da Mota iriamos conseguir ter um espaço na vila e iria ser um boom para o projecto. Este tornar-se-á mais visível e certamente terá outro impacto e permitir ter outra colaboradora”, refere Sónia Durães.
De todas as estrelas, a mais procurada é a “Clínica da Roupa”, e o espaço em Valadares já está a ficar apertado, daí a vontade de ter um espaço na vila.
Lurdes Domingues tem 54 anos e há muito estava desempregada. Esta costureira foi integrada há um ano no “Cinco Estrelas”. “Já estava no desemprego há algum tempo e se não fosse esta oportunidade se calhar continuaria”, salienta.
Com algum do valor angariado com o projecto já equiparam a sala de Terapia Ocupacional. “O que se pretende é criar não só postos de trabalho, mas também, e a partir do momento que haja rendimento investi-lo nas nossas restantes respostas. Através deste já nos foi possível comprar equipamento para a sala de Terapia Ocupacional”.

  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
cidalia_meirim_rodrigues@hotmail.com
  Partilhar este artigo

Junte-se a nós todas as semanas