Concretizar um sonho: a volta à Europa a pé e à boleia!

Aníbal Araújo antes de partir pela Europa

Aníbal Araujo, natural de Longos Vales, a poucos dias de completar os seus 20 anos, deixou Monção para trás no passado dia 15 de Junho, rumo à descoberta de novos povos e novas culturas e diz-nos que  “para concretizar um sonho de criança”.

O percurso começou em Ponte de Lima, passando por de Ponte da Barca, Arcos de Valdevez e Monção, onde parou 15 dias para estar com a família e organizar a viagem. No dia determinado, eram 13 horas, quando deixou Monção para trás e passou para Salvaterra, com o destino de atravessar Espanha, passar por França, Suíça, Alemanha, Áustria, Hungria e Itália. Tem a consciência de que vai encontrar obstáculos, mas isso fará, confessou-nos «com que cresça como homem e ajudá-lo-á a conseguir resolver os seus problemas. Até Santiago de Compostela tenho os albergues, depois será a generosidade das pessoas que me ajudarão, desde a comida a alojamento».

Quando questionado sobre o dinheiro, a resposta foi rápida, «só para emergências. Levo alguns instrumentos para fazer malabarismo pelas ruas para angariar mais algum».

De mochila às costas, segue com um autocolante que deixará pelos locais mais importantes, como marca da sua passagem. Garante que tentará em Setembro próximo estar de volta, e quem quiser poderá acompanhar a sua viagem através da página https://www.facebook.com/pages/Open-World-2015/1507256199529694 , onde colocará os locais por onde passa, bem como as suas noticias.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

Segundo adiantou ao Minho Digital, falou com outras pessoas que já fizeram descobertas do género entre estrangeiros, mas portugueses não conhece ninguém. Questionamos, ainda, o apoio ou retaguarda que levava, ao que nos respondeu que ». Quanto ao perigo da aventura, diz-nos, «a minha família é contra. Eu percebo as preocupações, mas como estava sem trabalho e sem ocupação, decidi começar esta descoberta e sei que encontrarei obstáculos, mas vou ultrapassá-los».

Passadas 5 horas, desde a sua saída de Monção, já estava em Veigadaña, num albergue onde encontrou dois alemães e uma francesa.

  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
marcioteixeiraferreira1@gmail.com
  Partilhar este artigo

Junte-se a nós todas as semanas