Coura reforça aposta na Lego

Exposição da Lego

Abre no próximo mês a Caixa de Brinquedos, um projecto da Câmara Municipal de Paredes de Coura que vai dotar a vila dum espaço onde a Lego vai estar em destaque e que surge na sequência do evento Arte em Peças, que todos os anos, em Junho, atrai multidões ao concelho. Deste modo, o potencial desta iniciativa, que nasceu em 2010, poderá ser aproveitado durante todo o ano.

A Caixa de Brinquedos surge duma parceria com a Comunidade 0937, um grupo de entusiastas da Lego, e resulta do aproveitamento dum espaço municipal que estava desocupado e que, depois de receber algumas obras de adaptação e beneficiação, irá agora acolher um espaço lúdico orientado para a população infantil e juvenil, onde serão promovidas actividades de carácter recreativo e educacional. O objectivo é proporcionar um espaço de entretenimento alternativo, com um projecto pedagógico dedicado especialmente à Lego, em que o jogo seja um caminho para um desenvolvimento infantil mais equilibrado e abrangente. “Será um espaço maravilhoso onde as nossas crianças, jovens e graúdos poderão aprender a brincar a sério”, explica o presidente da Câmara de Paredes de Coura, acrescentando que “será um espaço de brincar, mas também de projectos, onde a engenharia do brincar estará presente”.

A inauguração oficial está aprazada para o próximo mês, mas o espaço vai funcionar já durante a época natalícia, a título experimental, integrando a programação especial que o município courense vai dinamizar nas próximas semanas e que inclui também um tenda gigante, com uma pista de karts a pedal e insufláveis, e ainda animação de rua.

A par da Caixa de Brinquedos, a autarquia courense está também a remodelar um outro espaço municipal para acolher a Caixa de Música, um espaço lúdico que será frequentado por públicos e criadores, de carácter criativo e educacional. Este espaço, contudo, não tem ainda uma data definida para entrar em funcionamento. “Sempre dissemos que os edifícios e as estruturas, por si só, não fazem sentido. É determinante que associado a eles tenhamos projectos educativos e programação aliciante para poderem fazer deles espaços vivos. É esta a razão que nos leva a, por ora, a não abrir de forma precipitada os referidos equipamentos de forma regular e continuada”, explicou o autarca courense.

  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
jornalminhodigital@gmail.com
  Partilhar este artigo
📌 Mais do Coura

Junte-se a nós todas as semanas