Editorial

CRÓNICAS DE TRAZER POR CASA

Zita Leal

Zita Leal

Zita Leal

Zita Leal

reporterzcaminha@gmail.com

RECADO A UM ABRIL MEIO CANSADO

Os anos vão passando sobre nós,

Meu Abril de sonhos bons.

Nosso rosto era rubro sangue novo,

Deste a força da esperança ao nosso povo,

Abraçaste quem cantava noutros tons

Cantámos Liberdade a uma só voz.

Viveu-se um tempo justo, diferente,

Queria-se paz e pão para toda a gente

A educação também não foi esquecida

Que Pensar, saber Falar foi sempre urgente

Para libertar a Palavra oprimida.

E venceu-se essa batalha sem espingarda

A cantiga foi uma arma de conquista

A  partilhar as asas da gaivota que voava, voava

Na primeira luz da alvorada

Às vezes, parece-me cansada e plana mais distante…

 

Abril acorda! Há sempre alguém à espreita

A tentar empurrar-te para o Nada.

“Abre os olhos e vê, sê vigilante”

Eu sei que vês o Povo já cansado

Cansado de sonhar, cansado de esperar…

Pensa que és um ícone Português

E vem sonhar connosco OUTRA VEZ!

reporterzcaminha@gmail.com
zita_leal_3.jpg

Partilhar

Partilhe este artigo

 Do autor...  Do mesmo autor...