DKC de Viana é 6.º clube no ranking nacional de canoagem

Logotipo DKC

A DKC de Viana conquistou o sexto lugar no Ranking Nacional das especialidades, que era o antigo ranking nacional de clubes, em 82 clubes federados, sendo que 70 deles pontuaram, igualando a prestação do ano anterior. 

No novo Ranking Nacional de Clubes, Ranking Santa Casa, a DKC mantém-se na primeira divisão, mas pela primeira vez em sete anos não se situa no “top ten”, de clubes, tendo descido cinco lugares.

Em 2013 foi 16º, em 2014 foi 11º, o mesmo em 2015 e nos sete anos seguintes esteve sempre acima do 10º lugar, sendo que em 2016 foi sexto, em 2017 sétimo, em 2018 foi novamente sexto, em 2019 sétimo, em 2020 não houve ranking em virtude da pandemia. Em 2021 inicia um novo modelo de rankings que colocou a DKC em sétimo lugar. Em 2022, o actual ranking desce cinco lugares, para 12º, o resultado mais baixo desde 2014.

O novo modelo de ranking nacional não se espelha só nos resultados das provas nacionais, que é o que traduz o ranking das especialidades, mas pela presença em provas internacionais, número de federados, organização de provas, provas em que compete e claro está também nos resultados.

A nova especialidade de stand up canoe exige investimento que a DKC de Viana não tem, nem tem apoio nessa matéria, mas conta para o Ranking Nacional já há duas épocas. 

Acontece que esta descida abrupta, com tendência a ser maior se continua este registo, deve-se a factores que já foram tornados públicos ao longo da época de 2022. Deficiente execução de apoios, há propostas de apoio anuais em que apenas foram executados dois meses, falta de apoios, nomeadamente a novas especialidades, ao alto rendimento, à paracanoagem e à atividade regular, à não organização de competições (embora organizada a Taça Ibérica em que na próxima época isso não se repetirá), à falta de barco de apoio, e à falta a competições, circunstancias que não existiram, do mesmo modo, nos anos anteriores a 2022. 

Por isso o sexto lugar no Ranking Nacional de Especialidades sabe a pouco, provavelmente não se manterá na próxima época, ainda sabendo que no próximo ano, e nestas circunstancias não poderá a DKC de Viana dar o orgulho à comunidade por uma vitória colectiva numa especialidade.

É a espuma dos novos tempos.

Porém, as gentes da DKC de Viana, mesmo nas condições descritas, continuarão a empenhar-se a favor das crianças, dos jovens e das pessoas portadoras de deficiência, levando o clube a bom termo, e a tentar como sempre fazer deles todos muito felizes e lutando para que concretizem os seus sonhos, porque uma vez clube olímpico, será sempre clube olímpico, o único na cidade, que conseguiu levar um atleta à estratosfera que é o patamar olímpico, agora no futuro também posto em causa. O esforço continua.

  Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nuvem do Minho
geral@minhodigital.pt
  Partilhar este artigo
📌 Mais de Viana