Ética e corrupção: o dilema!

O “Ti Manuel” da “casa” pintada de cor de rosa, laranja, vermelho e azul, diz já não querer ver mais estas cores, na sua casa! Diz querer pintá-la só de branco, assim notam-se mais rápido as pequenas imperfeições, para que as possa corrigir de imediato!

Hoje assinala-se o dia o Dia Internacional contra a Corrupção!

Assistimos ao longo desta semana a muitas movimentações de alguns notáveis a comentar que no dia de hoje se iria comemorar o Dia Internacional contra a Corrupção, pois, não se pode nunca ficar agradado com este dia, porque ele não devia existir! O grande problema é que a corrupção cada vez é mais crescente e têm vindo a ter o tempo, tribunais, política e a falta de ética dos envolvidos, aseu favor! Urge refletir e aprovar uma lei que previna a corrupção ainda muito mais que as existentes! O Mecanismo Nacional Anticorrupção (MENAC), não funciona ainda! A lei atual, facilita situações de incompatibilidade!

Os denunciantes, confiantes que estão protegidos perante a lei, e depois no fim de serem acusados de difamação e calúnia é que descobrem, que essa proteção é inexistente!

Até parece que alguns processos denunciados, ficam na “gaveta” anos!

Nos processos denunciados, devia-se de aplicar uma “medida preventiva” de afastamento do prevaricador ou suspeito das práticas; peculato, corrupção e qualquer outra vantagem para si ou para terceiro, enquanto decorrer o inquérito, assim seria muito mais transparente!

Como hoje ainda está, o estado fica cada vez mais lesado!

Ora, podemos verificar alguns casos recentes que a falta de ética, leva até ao pagamento das de contratos de ajuste direto com os melhores escritórios de advogados, para os defender e “perseguirem” os denunciantes!

Uma tremenda falta de transparência ética e honra!

Mas,  onde tudo começa? Começa, nomeadamente nas juventudes partidárias, podemos constatar que não são os melhores que ficam à frente, mas sim aqueles que conseguem atropelar e “matar” aqueles que têm profissão e que não dependem da política! Em algumas eleições partidárias têm-se assistido a praticas nefastas,  nomeadamente, não convocar os seus opositores internos, mesmo até fazendo tudo para “esconder” o ato eleitoral. Quem se comporta assim,  tem a consciência bem pesada e é um completo reconhecimento, que não vale aquilo que faz parecer valer no seu restrito burgo!

A ética deve valer mais que a própria lei ou qualquer regulamento!

Enquanto não se criar uma cultura da ética e honra desde muito cedo nas escolas, associações, juventudes partidárias, nas organizações institucionais e nos cargos públicos, nada serve criar mais ilusões!

Mais comissões ou observatórios anti corrupção, não protege o direito de cidadania, nem quem denúncia a corrupção!

Ao assistirmos, aos recentes episódios da vice presidente da comissão europeia no seio da Europa, leva-nos a pensar e obriga-nos a refletir, que pessoas queremos para o exercício de cargos públicos terão que ser muito mais rigorosos, do que têm sido.

Assistimos a autarcas e ex autarcas a serem “apanhados” só agora? Quando as denúncias dessas práticas que agora alguns são acusados, estão feitas há muitos anos! O mesmo se passa com outras tantas outras denúncias, algumas mais graves que estas, que ficam estagnadas no tempo! Portugal tem de dar o exemplo e ter coragem em combater e repudiar as más práticas, a falta de ética e de caráter, de alguns que exercem cargos públicos, sob pena de estarmos a pôr em risco a nossa democracia europeia, fazendo crescer o populismo perigoso!

O TC considera constitucional diploma que retira Europol e Interpol da esfera da PJ, mas será mais transparente? Bom, olhando para os recentes Episódios da europa a Portugal, diria que não, para não falar nas remodelações no governo de maioria absoluta, em tão pouco tempo, mas com motivos, que nem “lembravam ao Diabo”!

A “honra e o caráter” não se lavam, nem se ganham!

Não podemos aceitar que Portugal viva subsídio-dependente de migalhas que a Europa nos queira dar! Estas migalhas são uma perfeita ilusão para as famílias e empresas!

uximata@gmail.com
  Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Opinião  
  Partilhar este artigo