Formalizados protocolo para criação de creche na antiga Escola Básica de Deocriste

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, assinou no passado 2 de janeiro protocolos com o Centro Paroquial e Social de Lanheses, e a Associação Juvenil de Deão, que levarão à criação de uma creche para 42 utentes no edifício da antiga Escola do 1º CEB de Deocriste.

Na assinatura dos protocolos, o autarca referiu que este é “um projeto piloto inovador que visa contribuir para a coesão territorial e social”, referindo que esta é uma ação direta no apoio social às famílias vianenses.

“Existe vontade de trabalhar com os agentes do território neste novo projeto” que promove também a sustentabilidade “por dar uma nova utilização a um edifício que estava parado há alguns anos”.

Assim, através de Contrato de Comodato da Escola Básica de Deocriste, o Município de Viana do Castelo cede gratuitamente o edifício ao Centro Paroquial e Social de Lanheses, por um período de 20 anos, podendo ser renovado desde que se mantenha em vigor o acordo. A cedência, para além do edifício, abrange ainda o equipamento de cozinha e copas de leite, o mobiliário e material didático necessário ao funcionamento da creche, instalados no imóvel pelo município.

Já o Protocolo de Colaboração com o Centro Paroquial e Social de Lanheses e a Associação Juvenil de Deão, também válido por 20 anos, “visa a instalação de uma creche, bem como a realização de três espetáculos musicais ao longo do ano letivo, na Páscoa, Natal e final de ano letivo”. 

Para tal, o Município “compromete-se à requalificação, adaptação, manutenção e apetrechamento do edifício da antiga Escola do 1º CEB de Deocriste”, realizando ainda ações de qualificação dos trabalhadores afetos à creche. 

Já o Centro Paroquial e Social de Lanheses ficará responsável por “realizar a gestão, organização e funcionamento da creche e de todos os recursos humanos e materiais associados”, garantindo “o normal e integral funcionamento da creche para 42 utentes”.

A Associação Juvenil de Deão irá “enquadrar no horário de funcionamento da creche o tempo necessário para a integração de metodologias de educação não formal no desenvolvimento das atividades por parte da equipa técnica e de toda a comunidade”, implementando ainda projetos de voluntariado juvenil nesta resposta social, com voluntários nacionais e europeus, dinamizando igualmente um plano de sustentabilidade a nível ambiental e alimentar.

  Partilhar este artigo

3 comentários

  1. Pois para “alguns” até os cães poem ovos!
    Para a sede secundária da União de freguesias de Torre e Vila Mou, fica com “uma roupagem” de categoria mais um polo desportivo de “encher” o olho!
    a sede da União de freguesias da Torre, fica com o amianto podre e a cair aos pedaços, onde há entre outros Um jardim de Infância! Por favor tenham respeito pelas crianças!
    VERGONHA Senhor Presidente Nobre, seja Nobre em tudo, não só no nome! E na Sua terra “tudo segue de vento em popa”! Faça cuidado pois “o caldo” pode entornar

  2. Não querem publicar a verdade, porquê? Vou para outros jornais e talvez TV e não deixarei de fazer a comunicação do vosso trabalho!

    1. Que fique bem claro: não fazemos censura e apenas excluímos os comentários impróprios de pessoas civilizadas, independentemente das suas opções políticas.
      Ameaças? Mais uma e. lamentavelmente, teremos de dar o valor que, para nós, tem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nuvem do Minho
geral@minhodigital.pt
  Partilhar este artigo
📌 Mais de Viana

Amorzito - a maior comunidade de encontros, relacionamento e namoro na língua portuguesa