Policialmente – Fraude e o Esquema em Pirâmide!

Vitor Bandeira

(Inspector-chefe aposentado da Polícia Judiciária)

As linhas que vamos escrever a seguir não devem ser tomadas como críticas ou ofender aqueles que eventualmente caíram no conto do vigário, mas a nossa sinceridade leva-nos a afirmar que os esquemas de pirâmide ainda funcionam porque as pessoas são gananciosas e a ganância tem efeitos inacreditáveis sobre a racionalidade e a capacidade de pensar do ser humano. Para uma pessoa que deseja fazer muito dinheiro com um pequeno investimento e em pouco tempo, o pensamento “confiante” ultrapassa o discernimento onde a critica deveria entrar. As esperanças transformam-se em factos. Os cépticos passam a idiotas que não entendem nada. Os desejos transformam-se em realidade. Fazer perguntas esclarecedoras parece pouco educado e amigável. Os golpistas sabem como a ganância funciona e tudo o que precisam é uma primeira “vítima” para que as coisas comecem.

Com o advento da internet, novos tipos de esquemas aparecem e esquemas antigos modernizam-se. Uma das chaves usadas hoje por muitas destas fraudes, é a lenda que na Internet se pode fazer tudo.

Aparecem, assim, diariamente propostas de negócios tipo “monte um site e fique milionário” ou “ mande milhões de emails e venda de tudo facturando milhões”. Tudo isto se baseia em pressupostos falsos mas aparentemente “sólidos”, exactamente como os tradicionais esquemas em pirâmide usavam, argumentos aparentemente sólidos, mas efectivamente falsos.

Existem, assim, muitos tipos de fraudes baseados na ideia de pirâmide

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

Mas afinal o que é o esquema em pirâmide? Este abrange uma ampla série de esquemas e fraudes diferentes, os quais fraudulentamente ou não, são usados para ganhar dinheiro ou beneficio através de um fluxo sem fim de novos “recrutas”.

A função de cada novo recruta é sinteticamente:

– Dar dinheiro para os vigaristas /recrutadores e

– Captar novos recrutas que paguem o esquema…

O nome do esquema, deriva da pirâmide que é um triângulo tridimensional. Se uma pirâmide começar com uma pessoa no topo e dez abaixo dela, 100 debaixo destes e 1000 debaixo destas, a pirâmide terá a população inteira da terra em 10 patamares, com único “vigarista” no topo.     

                 

 No dia 8 de Agosto do corrente ano o mundo foi desperto por uma noticia do EL PAIS , a qual ditou o principio do fim  de um esquema que roubou entre 1,8 a 3 milhões de investidores , de 29 paises , em menos de 2 anos , no valor aproximado de 1.070 milhões de euros , de acordo com documentos que aquele meio de comunicação social teve acesso.

O esquema em pirâmide “escondido” atrás da denominada empresa LibertaGia , prometia ganhos de 350% por ano , em troca de visitar sites durante alguns segundos todos os dias. Era uma coisa simples, que qualquer pessoa sem conhecimentos conseguia fazer, por apenas 5 minutos dia. Esquema para ficar rico rápido.

Este esquema, montado em Portugal foi criado em Outubro de 2013, com escritório no Parque da Nações em Lisboa, mas contava com uma empresa fantasma registada nas Bahamas, com a finalidade de lavar e branquear capitais.

O esquema tinha como intervenientes principais dois portugueses e um brasileiro. Numa das suas primeiras apresentações, como é comum neste tipo de esquemas, teria tido a presença de um advogado da empresa que afirmava que esta era sólida e que iria ser efectuado um investimento milionário para pagar aos investidores e a eminente venda de acções da empresa em Bolsa. Dizia-se na altura, para esconder a verdade, tratar-se de um esquema de Ponzi (esquema criado por Bernard Madoff).

Tudo tretas! Os burlões desapareceram porque sabiam que isto ia rebentar e ia ser público. 

É triste ver que apesar de muitas pessoas terem sido enganadas, só uma pequena parte acaba por denunciar o esquema e fazer queixa às autoridades competentes, acreditando assim que ainda vai receber o dinheiro prometido.

Este foi um dos últimos esquemas em pirâmide, os quais são na sua maior parte criados por burlões profissionais, que fazem disto vida.

Ninguém enriquece da noite para o dia.

Não somos videntes do futuro, mas a nossa experiencia faz-nos saber distinguir um negócio sério , de uma fraude que promete ganhos astronómicos , sem fazer nada ou com uma tarefa diária que qualquer pessoa consegue fazer.

Assim deixamos estes conselhos:

– Evite qualquer tipo de plano que ofereça comissões ou qualquer tipo de benefício em troca do recrutamento de novas pessoas.

– Cuidado com planos onde se ganha dinheiro para angariar pessoas em vez de vender alguma coisa por conta própria.

– Cuidado com planos que pedem pagamento de taxas de entrada ou pagamento de material de trabalho ou amostras “obrigatórias” ou coisas parecidas.

-Cuidado redobrado em caso de propostas de lucros elevados ou produtos /ideias/serviços “milagrosos” e “ inéditos” (esquema de envio de cartas, fique rico depressa e novas oportunidades com lucros elevados).

– Verifique e confirme até à exaustão todas as referências fornecidas em relação às propostas. Não tenha medo de ser inconveniente (muitas vezes trata-se apenas de “banha da cobra” para os incautos caírem).

– Nunca assine documentos ou pague qualquer artigo, sob pressão ou para não magoar “amigos” que lhe estão a apresentar uma “oportunidade”. Estes por vezes também estão a agir sob pressão e esquecem a amizade, para poderem recuperar o seu capital, ou porque na verdade acreditam naquilo que estão a fazer.

-Se desconfia de uma proposta, procure ajuda junto das autoridades competentes ou das Associações de Consumidores.

Seja precavido, tenha cuidado com os burlões. 

 

vitorbandeira.minhodigital@gmail.com
  Partilhar este artigo

Também pode gostar