Ministro da Economia e do Mar enalteceu projecto inovador da fábrica de vacinas em Paredes de Coura

O Ministro da Economia e do Mar, visitou o parque empresarial de Formariz, em Paredes de Coura e fez uma visita à fábrica de vacinas do Grupo Zendal, onde testemunhou e afirmou, ser um projeto inovador, para o desenvolvimento do concelho, baseado na aposta em novas fileiras produtivas, ligadas às ciências da saúde, à fabricação de vacinas e medicamentos.

António Costa e Silva sublinhou a importância da “obtenção de investimento direto estrangeiro, como é o caso da Zendal”, destacando o papel do Município liderado por Vitor Paulo Pereira: “o nosso país precisa de gente que não tenha medo de se relacionar com o futuro, que aposte em coisas novas, que não tenha medo de pensar diferente e que invista no saber fazer as coisas. Estou certo de que trilhando este caminho, Paredes de Coura e o país podem construir um futuro com mais prosperidade e mais riqueza, um futuro mais inclusivo e mais promissor”.

 

PUB

O desafio da autossuficiência tecnológica

O autarca de Paredes de Coura não tem dúvidas dizendo, que “os territórios de baixa densidade podem hoje competir com os grandes centros. O futuro de Paredes de Coura nunca dependeu da geografia, mas sim da capacidade de criar e da qualidade dos empresários e dos nossos trabalhadores. A implantação deste sector biotecnológico no nosso concelho mostra apenas que são os inimigos da história que acabam por fazê-la”, acrescentando que este investimento “contribuirá também para a diversificação do tecido produtivo industrial que, neste momento, está centrado nos sectores do calçado e automóvel”.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

Vitor Paulo Pereira, recuperou as linhas da sua ação que preconizou para Paredes de Coura e que dão corpo à dinâmica económica do concelho: “ao longo destes anos sempre dissemos que tínhamos 3 prioridades – emprego, emprego e emprego. Conjuntamente com os empresários fizemos um trabalho verdadeiramente notável. Aprendemos muito com eles, caminhamos sempre ao seu lado na resolução dos problemas e aprendemos uma coisa importante: aprendemos a conhecer o tempo da indústria, o tempo da empresa; aprendemos a resolver problemas e a ter velocidade institucional. Aprendemos muito e ganhamos a confiança deles”.

PUB

Setor biotecnológico estratégico para o país

Num outro âmbito, o autarca courense também não se esquece da aposta de António Costa nas agendas mobilizadoras: “importa também relevar que tivemos sempre o apoio do governo e do nosso primeiro-ministro, que foi determinante na implantação da fábrica de vacinas em Coura. A visita do senhor Ministro da Economia e do Mar insere-se também neste contexto de apoio contínuo que o nosso governo presta a todos os parceiros que trabalham na captação de investimento. O futuro do nosso país passa pela indústria, não tenho dúvidas. E o desafio futuro será a autossuficiência tecnológica, porque continuamos a importar muito equipamento estrangeiro na montagem das nossas unidades industriais”, concluiu.

PUB

Nesta visita à fábrica de vacinas, o Ministro da Economia e do Mar não só destacou a importância do nosso pais, ter a primeira unidade industrial de produção de antigénio, como o facto de ela nascer fora dos grandes polos de industriais e de decisão, sugerindo o enorme contributo que acha que a Zendal pode dar para o crescimento e desenvolvimento do setor biotecnológico em Portugal, algo que considera ser estratégico para o futuro do país. António Costa e Silva considerou também que é importante estabelecer parcerias e desenvolver projetos de investigação e construção de equipamentos como forma de diminuir as importações, para que Portugal esteja na fileira de produção de equipamento industrial até como forma de assegurar soberania tecnológica.

PUB
  Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  Partilhar

PUB
📌 Mais do Coura
PUB

Junte-se a nós todas as semanas