Por onde anda o nosso brio Pátrio?

A nossa Nacionalidade por onde anda?

Junto à fronteira de S. Gregório no ponto mais emblemático e setentrional de Portugal, o governo português, onde há tempos foi notícia na comunicação social, vendeu cerca de 100 m2 a um cidadão espanhol.

A guarita da Guarda Fiscal ao pé do regato Trancoso, que faz limite fronteiriço com Espanha, estava em ruína e o terreno completamente coberto por silvado.

Pelas imagens aqui expostas ( só quem não quer acreditar), um “nuestro hermano”, amigo de Portugal, fez de um cantinho de Portugal abandonado, um jardim recheado de beleza e uma casinha atrativa em que toda ela, respeita a nossa lusitanidade.

PUB

Quem diz melhor?

O governo vendeu o terreno e casita sem consultar os portugueses.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

O terreno situa-se na freguesia de Cristoval, Concelho de Melgaço.

A guarita fazia de prisão no rés-do-chão para contrabandistas, visto que podiam passar a pé o pequeno riacho.

PUB

No entanto, o edifício do lado fronteiriço galego encontra-se em bom estado de conservação, enquanto do lado português, umas centenas de metros mais acima, continua em estado avançado de degradação. 

Somente, “nuestros hermanos” serão capazes de fazer bonito em Portugal?

Seremos nós portugueses um povo amedrontado e dominado por ser enganado por uma classe de políticos que apenas aspiram em viver acima da média e circular em carros topo de gama, lá por Lisboa, à custa de um povo emigrante e residente, tratando-o por refém? 

PUB

Oh, Pátria amada, que filhos hoje, tens?

PUB

 

PUB
  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
[taxopress_termsdisplay id="1"]
  Partilhar este artigo
PUB
PUB

Junte-se a nós todas as semanas