O Narcotráfico elegeu o Presidente do Brasil?

Coronavírus no Brasil

Desde a primeira eleição do ex-presidente, e também ex-presidiário, Lula, nunca foi questionado o modus operandi do Partido dos Trabalhadores (PT) no que tange os recursos financeiros para manutenção do enorme polvo que era a administração do PT em 8 anos de governo Lula.

 Nos últimos dias, o presidente do Brasil Jair Bolsonaro, deu uma entrevista a rede de TV italiana SKY TG24 no qual escancarou esse modelo operacional do governo do PT nesses anos que Lula foi presidente.

Bolsonaro afirmou que o governo de Lula manteve relações diretas com organizações criminosas que financiam o narcotráfico nas Américas. Esta declaração foi tratada pela mídia tradicional brasileira, e acostumada com a mamata do dinheiro público, como Fake News. Vale lembrar que a jornalista espanhola Cristina Seguí se debruçou sobre o depoimento do ex-Chefe de Inteligência da ditadura da Venezuela Hugo Carvajal (El Pollo), foragido desde 2019 e detido em setembro pela polícia espanhola.

A Venezuela teria financiado por mais de 15 anos organizações de esquerda nas América (países do Foro de São Paulo, que explico em outra oportunidade) e da Europa. Para a jornalista, criou-se um Centro de Estudos Políticos e Sociais (CEPS) na cidade de Valência, na Espanha, para receber esse dinheiro: “Em teoria, o Ceps faturava trabalhos de investigação e de assessoria para esses regimes. Esse dinheiro também foi faturado por Dilma Rousseff e Lula”, disse Cristina.

w

Carvajal, que atualmente tem 61 anos, disse em seu depoimento de 7 páginas, que conhece detalhes sobre a relação da ditadura chavista com o narcotráfico e países das Américas e Europa. As Farc (Forças Armadas Revolucionária da Colômbia) seriam um dos financiadores da estreita relação, dinheiro-esquerda.

w

Voltemos à Bolsonaro e sua entrevista. Ele diz que “Lula me acusa de genocídio por ser um oportunista. O último caso que veio à tona agora: o chefe do serviço de Inteligência venezuelano, preso recentemente, disse que recebia recursos e que todas as autoridades de esquerda recebiam recursos do narcotráfico, dinheiro também enviado para a Espanha”.

Carvajal afirmou que “O governo venezuelano financiou ilegalmente movimentos políticos de esquerda pelo mundo por pelo menos 15 anos, entre eles a criação do partido político espanhol Podemos”, escreveu El Pollo.

O “espião dos espiões” como era conhecido Carvajal, sabe dos meandros do financiamento de campanha para os países que tinham candidatos à presidência alguém da sua vertente ideológica. El Pollo diz que “Exemplos concretos são: Néstor Kirchner, na Argentina; Evo Morales, na Bolívia; Lula da Silva, no Brasil; Fernando Lugo, no Paraguai; Ollanta Humala, no Peru; Zelaya, em Honduras; Gustavo Petro, na Colômbia; Movimento 5 Estrelas, na Itália; e Podemos, na Espanha. Todos esses foram relatados como receptores de dinheiro enviado pelo governo venezuelano” Ele tinha total ciência do que realmente acontecia e como era o repasse desses recursos, oriundo de transações nebulosas atreladas ao narcotráfico. Por isso ele afirma que “Enquanto fui diretor de Inteligência e Contrainteligência militar da Venezuela, recebi uma grande quantidade de relatórios mostrando que esse financiamento internacional estava ocorrendo.”

É com base nessas informações que Bolsonaro declara que Lula teve o financiamento do narcotráfico, e cita as Farc como uma das principais organizações mantenedoras do PT e da eleição de Lula. Para Bolsonaro “Sua liderança política começou quando ele [Lula] teve contato com as Farc colombianas, e, a partir desse momento, começou essa relação com o narcotráfico”.

Alguns, veículos de imprensa inclusive, negaram a relação de Lula com as Farc, mas esse mesmo veículo se esqueceu que em 2003 publicou uma entrevista com um dos comandantes das Farc no qual Raul Reyes, morto em 2008, onde o jornal perguntava se havia a busca pelo contato com o governo Lula. Reyes disse que “estamos tentando estabelecer, ou restabelecer, as mesmas relações que tínhamos antes, quando era apenas candidato do PT à presidência.” E quando perguntado se ele já havia conhecido Lula, o ex-número 2 das Farc disse: “Sim, não me recordo exatamente em que ano, foi em San Salvador, em um dos Foros de São Paulo”. A entrevista completa está aqui [1].

Por fim, há muito a se debater sobre isso, as informações são inúmeras. Mas pode-se dizer que todas as palavras proferidas por Jair Bolsonaro em entrevista têm fundamentação. Toda a cortina de bem-aventuranças que o Brasil teria passado nos governos do PT estão caindo. Já dizia Marx, “Tudo que é sólido desmancha no ar”. Vemos a derrocada de um partido, que já nasceu como um câncer, tentar salvar o Brasil, mas de quê? O Brasil precisa ser salvo deles mesmos, pois não se pode conceber, em minha opinião, um mandatário máximo conivente com transações nebulosas e com dinheiro advindo de setores que escravizam pessoas e nações. Enquanto a Venezuela foi a galinha dos ovos de ouro das Américas, financiando até mesmo partidos na Europa, tudo estava bem para a esquerda internacional, depois que o Brasil, antes um dos maiores apoiadores do chavismo, passou a combater o comunismo e de quebra o chavismo, de um dia para outro deixou-se de observar a galinha dos ovos de ouro.

 w

  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
magaiver.luiz@hotmail.com
  Partilhar este artigo

Amorzito - a maior comunidade de encontros, relacionamento e namoro na língua portuguesa