Oh, Amorosa de todos os sonhos!

OPINIÃO:

Chafé!

Oh, Amorosa de todos os sonhos.

 “Oh, Viana, quem vem ama, quem gosta fica”. Oh, Amorosa, lugar de sonhos, afoguenta os medonhos.

Destroem coretos e edificam minarete junto a uma Capela? 

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

Não há qualquer exposição ao público em geral do projeto Polis Amorosa, na Junta de Freguesia de Chafé!!!

O povo chafense nada sabe, apenas argumenta e vai andando na sua luta pela vida terrestre.

Tanto na Igreja como na Capela da Bonança, toda a gente fala e, se abençoa.

O adro da Capela da Bonança apenas ficou com uma área muitíssimo reduzida.

Uma pequena elite de “iluminados”, continua a mandar nisto tudo. 

Para modificarem a viabilidade da mesma área, à custa de milhões de euros, (cerca de 1 700 000 euros), destroem obras de visão futurista realizadas pela Socitul, há pouco mais de 25 anos.

Para colocarem centenas de metros de novos passadiços, destroem os que ainda se encontravam em bom estado de conservação.

Ora que, melhor seria, dar continuidade ao longo passadiço dunar.

Pois, deveriam construir passadiços de forma a melhorar o acesso ao extenso areal. Deveriam também, construir acessos à extensa praia, de maneira a facilitar pessoas de mobilidade reduzida.

Essencial seria, construir passeios na Avenida do Atlântico desde a entrada da urbanização à rotunda do Kartódromo.

E muito melhor seria, construir passeios na Estrada Velha (rua) da Amorosa, assim como, requalificar o piso desta via com idade de meio século.

E, continuando, deveriam proteger o areal a sul da secular Amorosa, (1911) canalizando até ao mar as águas residuais da urbanização largadas de forma selvagem junto à duna do areal da praia, no sítio frente ao antigo posto da Guarda Fiscal. E, pela mesma, restaurar o antigo posto da guarda-fiscal, com fortes indícios em cair em ruina.   

Dezenas de milhares de veraneantes anualmente, acorrem à Praia da Amorosa.

Muitos forasteiros e banhistas além de apreciarem o recanto charmoso arejado pelo iodo ao longo do ano, gostam também de permanecer e passear neste belo e airoso lugar de Chafé, mas, por vezes, ficam tristes com as coisas más que por lá veem.

É claro que, é mais fácil criticar do que fazer, mas pode qualquer cidadão que se preze ficar calado?

Por exemplo, sobre as obras em curso realizadas por parte do projecto Polis Amorosa, este ano 2015, provavelmente, irão prejudicar em muito toda a época balnear.

O comércio e os serviços no lugar da praia da Amorosa vivem sobretudo, ou praticamente, graças às fases da época balnear.

Mesmo assim, a elite de entendidos sempre distantes do comum dos mortais, programaram as obras como entenderam sem calcular concretizarem os trabalhos bem antes do veraneio da época balnear, é incompreensível.  

Com tais obras inacabadas quantos resistirão em ficar.

Os jardins na área da urbanização, mudaram de cor. A relva secou. Não há qualquer sistema automático de regra. A manutenção, é o que é. Apenas duas pessoas trabalham na limpeza na área da urbanização. As ruas e passeios estão sujos, os candeeiros de iluminação pública danificados. Os bancos de jardim degradados. Cestos do lixo partidos. Contentores do lixo, e tri selectivos, nojentos e vergonhosos para quem visita a estância.

Os arbustos da limpeza das dunas amontoados junto do passeios durante bastante tempo, e pela mesma, aqui vai um alerta ao perigo de provocar incendio.

Na travessia dos passadiços nas dunas parte dos pisos encontram-se partidos e faltam de ripas e quanto às cordas de protecção, é uma lástima.

Os chuveiros e lava-pés de saída de praia encontram-se em mau estado de conservação. Pois, tudo isto é perigoso, vergonhoso e inestético.

Além disso, nota-se a inexistência de passadeiras nos pisos para travessia de peões em quase todas as ruas. Nem sequer, há um abrigo para autocarros.

Nestes casos e em particular a Câmara de Viana do Castelo, para aqueles que sendo proprietários pagam os custos da água, saneamento básico, taxas de resíduos sólidos, que utilizando as residências apenas um ou dois meses por ano, pagam IMI, qual é a verba atribuída à junta de freguesia?

Chafé, é a 5ª a freguesia do concelho de Viana do Castelo, a reverter anualmente à Câmara, em valor de contribuições, o equivalente de perto de um milhão de euros.

Pois, são milhares aqueles que amam viver no lugar da Amorosa, mas sentem desdém e amargura, cada vez que que em tais condições, se deslocam à praia em gozo de férias.

Muitos veraneantes, possivelmente, partirão descontentes quando muito bem mereciam ter um lugar ao sol, em Chafé, mais precisamente na estância da Amorosa.

Ver respectivas fotos referentes ao aqui expressado.

As fotos falam. Escute-as, olhando-as! 

geral@minhodigital.pt
  Partilhar este artigo