Pais subscreveram abaixo-assinado contra turmas mistas no Agrupamento de Escolas de Valdevez

A Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Valdevez (APEEAAEV) realizou um abaixo-assinado contra a criação de turmas mistas, na Escola Básica Prof. António de Melo Machado e na Escola Básica de Távora.

O presidente da APEEAAEV referiu ao Minho Digital que “cerca de 200 pessoas subscreveram o abaixo-assinado”, tendo o documento sido entregue no Porto, no passado dia 1 de setembro, no seguimento do processo de assinaturas que terminou a 31 de agosto. “Estamos a forçar uma tomada de posição da tutela até dia 11 de setembro para preparar a tempo e horas o ano letivo que está prestes a começar”, adianta Luís Machado. A Associação está confiante numa decisão favorável até esta sexta-feira, 11 de setembro.

Mas as esperanças da associação não estão apenas depositadas na petição. Segundo Machado, em relação a requerimentos anteriores, há um “dado novo” que vem reforçar a posição da comunidade educativa. “Na turma de 26 alunos (primeiro ano), há um aluno que possui necessidades educativas especiais, mas o relatório médico a atestar e a validar essas necessidades só agora vai ser emitido para encerrar o dossiê”, frisa o dirigente.

Só que o Agrupamento de Escolas de Valdevez (AEV), dando “cumprimento a orientações superiores”, a menos que surja, até ao arranque do ano letivo, alguma indicação em contrário, vai mesmo reduzir o número de turmas no primeiro ciclo, através da constituição de quatro turmas mistas, ou seja, turmas com alunos de diferentes anos de escolaridade.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

Segundo comunicado enviado às redações, a Direção do AEV lembra que propôs à tutela a constituição de 40 turmas, mas a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares – DGEstE “chumbou” a proposta, fruto alegadamente da política de restrições, através do “corte” de quatro turmas. Apesar de contestar o processo, a Direção do AEV, enquanto órgão de gestão, para “não inviabilizar o lançamento do ano letivo”, obriga-se a “cumprir as orientações superiores”, sem prejuízo de aguardar, em tempo útil, por novas instruções.

Se tudo ficar tal como dita e reformulação, existirão duas turmas mistas na Escola Básica Prof. António Melo Machado, através da integração de sete alunos do primeiro ano numa turma com alunos do terceiro ano e da inclusão de seis alunos do segundo ano numa turma com alunos do quarto. Por sua vez, na Escola Básica de Távora, três alunos do quarto ano são integrados numa turma do terceiro e três alunos do primeiro ano “misturados” numa turma do segundo ano.

Para os responsáveis do AEV, “a redução do número de turmas e junção de alunos poderá causar preocupações de ordem pedagógica e social, empobrecendo as aprendizagens da generalidade dos alunos, tanto em qualidade como em diversidade.”

As 36 turmas do primeiro ciclo homologadas estão repartidas por três unidades: Centro Escolar Prof. Melo Machado (17 turmas), Escola Básica de Távora (6) e Centro Escolar Dr. Manuel da Costa Brandão, em Sabadim (13).

 

  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
geral@minhodigital.pt
  Partilhar este artigo
📌 Mais dos Arcos

Junte-se a nós todas as semanas