Pontevedra recebe ‘XVIII Bienal de Cerveira: uma seleção’

Inauguração da 'XVIII Bienal de Cerveira: uma seleção'

Esta quinta-feira, 26 de novembro, foi inaugurada uma seleção da XVIII Bienal de Cerveira em Pontevedra. A iniciativa da Fundação Bienal de Cerveira é uma forma de dar continuidade ao projeto transfronteiriço.

A Sala X da Faculdade de Belas Artes, do campus de Pontevedra da Universidade de Vigo, inaugurou ontem, dia 26 de novembro, a exposição ‘XVIII Bienal de Cerveira: uma seleção’. A mostra de arte resulta da parceria com a Fundação Bienal de Cerveira e apresenta ao público doze artistas, 6 de nacionalidade espanhola e 6 portugueses.

Da autoria de artistas portugueses, podem-se encontrar obras de Alberto Vieira, Álvaro Queirós, Isabel Padrão, Joana Rego, Paula Branco Pereira e Salomé Nascimento. Os artistas espanhóis representados são Ana Soler, Alfonso Vicente Rey, Diego Benéitez, Kako Castro Moniz, Laura Alvarez Conde e Lara Pintos.

Os artistas em destaque nesta seleção fazem parte do grupo de 400 artistas de 33 países que estiveram representados na XVIII Bienal de Cerveira. “Olhar o passado para construir o futuro” foi o tema da última edição que decorreu de 18 junho até 19 setembro de 2015, em Vila Nova de Cerveira, contando com cerca de 500 obras de arte.

Para o vice-reitor do Campus de Pontevedra, Juan Manuel Corbacho, é um importante reconhecimento para a Universidade de Vigo poder recordar a última edição do evento ‘Bienal de Cerveira’: “É para nós um orgulho ser um pequeno espelho daquilo que foi a emblemática XVIII Bienal de Cerveira”.

Durante a inauguração, numa sala onde predominavam jovens estudantes e professores universitários, o vice-presidente da Fundação Bienal de Cerveira (FBC), Henrique Silva, lançou o desafio: “a FBC pretende ser um pólo dinamizador entre universidades portuguesas e espanholas, em especial da Galiza”.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

Sobre exposição acrescenta que é o reflexo de “um confronto de linguagens plásticas entre artistas portugueses e espanhóis, bem como as diversas opções estéticas que dominaram este evento”.

A inauguração contou ainda com a presença da vereadora da cultura de Vila Nova de Cerveira, Aurora Viães; da conselheira da cultura de Pontevedra, Anxos Riveiro; do vice-cônsul de Portugal em Vigo, Manuel Correia da Silva; e da representante da Faculdade de Belas Artes, Silvia García.

A ‘XVIII Bienal de Cerveira: uma seleção’ está patente até ao dia 12 fevereiro de 2016, de segunda a sexta-feira entre as 12h e as 14h e as 19h e as 21h (hora local). Encerra entre os dias 19 de dezembro e 7 de janeiro.

  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
andreiacunha23@hotmail.com
  Partilhar este artigo
📌 Mais de Cerveira

Junte-se a nós todas as semanas