Professor infectado com COVID-19 está «estável e controlado» no Hospital S. João e ARTEAM funciona sem alarmismos

Carla Barbosa, directora da Escola Profissional Artística do Alto Minho (ARTEAM), alegou ao MD que o estabelecimento de ensino foi informado da situação do professor de fagote que veio de Itália no passado dia 20 de fevereiro. E está em sintonia com o Delegado de Saúde que já foi ao local.

 

A responsável adiantou que foram despoletados todos os procedimentos emanados pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), sendo que a escola «funcionou normalmente e assim vai continuar».

Carla Barbosa referiu que o Delegado de Saúde esteve na escola para se inteirar da situação.

A dirigente acrescentou que «toda a comunidade educativa foi informada da situação para que quem tenha contactado directamente com o docente tomasse os mesmos procedimentos».

«Os quatro alunos do professor contactaram a linha SNS 24 e foram aconselhados a ficar em isolamento social e a aguardar indicações do Delegado de Saúde».

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

A directora disse, ainda, que «mais seis pessoas que contactaram directamente com o docente foram igualmente informadas da situação para adoptarem os mesmos procedimentos».

No mesmo edifício funciona a ARTEAM, com cerca de 150 alunos e a Academia de Música com cerca de 400 estudantes, mas o professor só ali dava aulas duas vezes por semana e apenas a quatro alunos.

 

 ARTEAM E FUNDAÇÃO ÁTRIO DA MÚSICA ENVIA NOTA INFORMATIVA AOS OCS

 

À comunidade da Escola Profissional Artística do Alto Minho e da Academia de Música de Viana do Castelo.

  

Embora seja já do conhecimento público, entendemos, mesmo assim, ser nosso dever, e agora que temos informação consolidada, informar que foi diagnosticado um caso de infeção por coronavírus (COVID- À9) a um docente da Escola Profissional Artística de Viana do Castelo. Este docente tem uma colaboração reduzida, em número de horas de trabalho por semana, na instituição: leciona aos sábados e às segundas-feiras, contactando, normalmente, com apenas quatro alunos.

 

Quando soubemos da situação, as direções da Escola Profissional e da Academia de Música de Viana do Castelo recorreram, de imediato, à Autoridade de Saúde que, desde esse momento, nos presta uma rigorosa, empenhada e contínua colaboração, que muito agradecemos e que abaixo é descrita pelo próprio delegado de saúde. Estamos, assim, sob a orientação da Autoridade de Saúde a executar, com todo o rigor, as instruções emanadas da Direção Geral de Saúde.

 

Em resumo: todos os elementos da nossa comunidade, e apenas os que estiveram em contacto direto com o referido docente, dados apurados após rigoroso inquérito epidemiológico, estão em isolamento social profilático e a seguir as demais recomendações de comportamentos e de vigilância passiva, prescritos pela Autoridade de Saúde e DGS. Esta situação irá manter-se até ao dia 16 de março.

 

A situação, no entanto, está sob permanente atenção e tomaremos, de imediato, todas as medidas que a avaliação médica contínua nos venha a recomendar.

 

A melhor colaboração que, todos e cada um de nós, pode dar a este momento é, certamente, o de afastar o pânico ou níveis de ansiedade que não encontram suporte na realidade que vivemos. Confiamos na Autoridade de Saúde e, sobretudo, no cumprimento escrupuloso dos comportamentos de cada um, em nome da saúde de todos e da cidadania, seguindo escrupulosamente as recomendações que já existem e sobre as quais todos devemos buscar a melhor informação, ou as que venham a existir.

 

Como boa notícia, deixo-vos a indicação de que o nosso docente, que saudamos e à sua família, está bem e sem nenhum dos conhecidos sintomas da doença. Deixamos-lhe aqui o abraço de toda a nossa comunidade, de modo igual a todos quantos cumprem o seu isolamento social.

   

Aproveitamos a oportunidade, ainda, para agradecer as palavras de solidariedade, que não cessam, de tantos (entidades parceiras e outras, famílias, etc.) incluindo do Município de Viana do Castelo. Acreditem que são uma boa ajuda. Obrigado.

 

Estamos certos de que todos vamos cumprir a nossas obrigações, incluindo a de manter uma serenidade atenta e responsável. Estamos certos, igualmente, de que pelo rigor dos nossos comportamentos, iremos passar esta fase com brevidade.

 

Um bem-haja a todos e o nosso profundo obrigado. 

  

Viana do Castelo, 05 de Março de 2020

 

O Conselho de Administração da Fundação Átrio da Música

A Direção da Academia de Música de Viana do Castelo 

 

 CÓPIA DA COMUNICAÇÃO ENVIADA PELA AUTORIDADE DE SAÚDE À ESCOLA

 

Ex.mo (o) Senhor (a)

Vimos informar que foi diagnosticado um caso de infeção por coronavírus (COVID- 19). Num colaborador da Escola Profissional Artística de Viana do Castelo.

A Unidade de Saúde Pública da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, está a acompanhar a evolução desta situação, com base nas orientações da Direção-Geral da Saúde.

Após avaliação do risco de exposição da comunidade escolar, tem recomendação para medidas de vigilância passiva, até ao dia 16 de março, aconselhando-se:

• Estar atento ao aparecimento de febre, tosse ou dificuldade respiratória;

• Medir a temperatura corporal duas vezes por dia.

  

Em anexo, segue o formulário para registo das avaliações efetuadas

No caso de aparecimento de qualquer um dos sintomas acima referidos, permaneça no sue domicilio, contacte a Linha SNS 24 (808 24 24 24) e siga as indicações que lhe forem dadas pelos profissionais.

 

Recomenda-se também:

• Lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, esfregando-as bem, durante 40 a 60 segundos;

• Reforçar a lavagem das mãos antes e após a preparação de alimentos ou as refeições, após o uso da casa de banho e sempre que estejam sujas;

• Usar em alternativa, para higiene das mãos, uma solução à base de álcool;

• Usar lenços de papel (de utilização única) para se assoar;

• Deitar os lenços usados no caixote do lixo e lavar a mãos de seguida;

• Tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos;

• Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias;

• Evitar permanecer em locais fechados e muito frequentados nos 14 dias após o último contato como o caso positivo diagnosticado

 

Viana do Castelo, 4 de março de 2020

  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
jornalminhodigital@gmail.com
  Partilhar este artigo
📌 Mais de Viana

Junte-se a nós todas as semanas