Valença assinala o Dia da Restauração da Independência

Numa colina na margem esquerda do Rio Minho estendem-se por mais de cinco quilómetros as muralhas da fortaleza de Valença.

Esta fortificação, que começou a ser construída no século XVII, no contexto das Guerras da Restauração da Independência Portuguesa, destinava-se a posicionar-se como uma ameaça face a eventuais avanços de Espanha por aquela fronteira.  A fortaleza de Valença é candidata a Património Mundial da UNESCO.

Inserido nas comemorações dos 25 anos do Arquivo Municipal Alberto Pereira de Castro, Valença vai assinalar o Dia da Restauração da Independência, amanhã, dia 1 de dezembro.

Com a presença de Manuel Pinto Neves e Narciso Serra, no salão nobre o Arquivo Municipal recebe, às 15h00, a cerimónia “Conversas sobre a Restauração da Independência”.

 O 1 de Dezembro assinala o golpe revolucionário de 1 de Dezembro de 1640, que acabou com o domínio da dinastia filipina sobre Portugal, retirando o país do domínio espanhol e colocando no trono D. João IV.

O golpe é designado como a Restauração da Independência. O feriado foi instituído em 1910, uma das primeiras medidas aprovadas na Primeira República, em função do seu grande simbolismo.

w

  Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nuvem do Minho
claudialabrujominhodigital@gmail.com
  Partilhar este artigo

Amorzito - a maior comunidade de encontros, relacionamento e namoro na língua portuguesa