“Visitação Bartolomeana” evocou em Ermelo “exemplo de extrema humanidade”

A Igreja de Ermelo acolheu, no passado dia 8 de novembro, a terceira “Visitação Bartolomeana”, iniciativa do Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana (CDV). Este projeto visa divulgar o património edificado do Alto Minho “viajando” através dos textos teológicos do Frei Bartolomeu dos Mártires.

O espetáculo, de 65 minutos, no recuperado “templo” de Ermelo, contou com a participação das Cantadeiras do Vale do Neiva e integrou na perfeição a arte dramática, a música e a participação da comunidade, através da jovem Susete, de S. Jorge. A representação foi toda ela dominada pela singular figura do arcebispo santo, forma de homenagear a forte ação pastoral do evangelizador do povo nascido em Lisboa (em 1514).

“O Beato D. Frei Bartolomeu dos Mártires caracterizou-se sempre pela sua extrema humanidade e pela sua profunda devoção: foi uma figura despojada dos bens materiais e, principalmente, devoto na missão de ajudar o outro, providenciando, por exemplo, a roupa da cama a quem mais precisava, como se viu aqui nesta representação [Ermelo]”, disse Elisabete Pinto, presidente da Direção do CDV e coordenadora do projeto In Situ“Visitações Bartolomeanas”.

PUB

Mas, apesar da sua grandeza, Frei Bartolomeu é, estranhamente, ainda pouco conhecido para muitos paroquianos. “Temos de perceber que já passaram cinco séculos sobre o arciprestado deste ‘pastor’ que visitou as suas ‘ovelhas’ em todas as paróquias do Alto Minho”, explica a referida responsável.

Por isso, para suprir o défice de conhecimento que ainda existe, e no seguimento das Comemorações dos 500 anos do nascimento do Beato Frei Bartolomeu dos Mártires – cujo programa terminou no passado dia 18 de julho (e dele sobrou a ideia de que era imperioso completar o processo de divulgação referente à ação pastoral do religioso da Ordem Dominicana) –, foi lançado o projeto In Situ (abrangendo 11 “visitações” ao todo), com o apoio da Direção Regional da Cultura do Norte, da Câmara de Viana e da CIM Alto Minho.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

Através desta iniciativa, que está a percorrer os dez concelhos do distrito de Viana do Castelo, o elenco dirigido pelo encenador Ricardo Simões vai continuar a levar a palavra e os textos do Frei Bartolomeu às diferentes comunidades do Alto Minho, no âmbito das Comemorações Jubilares dos 500 anos do seu nascimento.

PUB

“Acredito que pode ser uma inspiração para todos nós divulgar o notável exemplo de humildade que foi o Frei Bartolomeu dos Mártires realizando espetáculos em igrejas, mosteiros e conventos onde a presença dele está documentada”, conclui Elisabete Pinto.

A iniciativa, que arrancou, no dia 6 de novembro, na Igreja de S. Salvador da Torre, termina na Igreja de S. Domingos (em Viana do Castelo), no dia 17 de dezembro.

PUB

 

PUB
  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
geral@minhodigital.pt
  Partilhar este artigo
PUB
📌 Mais dos Arcos
PUB

Junte-se a nós todas as semanas