Editorial

ZITA LEAL, A ESCRITORA QUE N脙O PERCO

Joaquim Letria

Joaquim Letria

Joaquim Letria

Joaquim Letria

letria@minhodigital.pt

H谩 gente que n贸s seguimos por isto e por aquilo. Neste MD h谩 uma senhora (entre outras) que aqui escreve e de quem nunca perco uma cr贸nica porque escreve muito bem, gosto 聽da maneira como se expressa, aprecio os seus assuntos, interessa-me a sua franqueza, identifico-me com aquilo que pensa e adiro do mesmo modo 脿s coisas que a prendem.聽

Refiro-me 脿 Professora Zita Leal, que n茫o tenho o prazer e a honra de conhecer pessoalmente. Senti muito a falta da sua escrita de trazer por casa na semana passada.

Escrevo esta cr贸nica porque h谩 um par de semanas a Prof陋. Zita escreveu aqui que via o Big Brother e deitou c谩 para fora ideias que tamb茅m perfilho de como aquele programa poderia servir para educar quem o v锚 sem deixar de entreter. Mas o que mais apreciei foi a franqueza da Profa. Zita Leal 聽ao admitir que v锚 o programa. Uma atitude rara.

O Big Brother 茅 dos programas com maior audi锚ncia televisiva em todo o Mundo. Mas se聽 perguntarmos 脿s pessoas se v锚em o Big Brother a resposta 茅 鈥渘茫o鈥. Isto explica-se por preconceito, por vaidade, por vergonha, porque essa gente s贸 admite ver coisas de grande n铆vel o que, se formos a ver caso por caso, est谩 longe de ser verdade.

N茫o passso os dias a ver esse programa mas acompanho-o o m铆nimo suficiente para saber o que se passa por l谩 sem preju铆zo de ver a BBC World, a CNN, a France24, a Al Jazeera e outros e mais uma ou outra s茅rie da Netflix e HBO nos intervalos de leituras favoritas.

Esta nega莽茫o do Big Brother faz-me lembrar o fen贸meno da Revista Maria, que era uma revistinha pequenina e f煤til e que vendia, no tempo da Ag锚ncia Portuguesa de Revistas, qualquer coisa como 480 mil exemplares. Era a publica莽茫o que mais vendia em Portugal, mas quase ningu茅m admitia compr谩-la. 鈥滱i, vi naquela revista pequenina que a minha empregada leva l谩 para casa鈥, diziam umas madames enquanto outras diziam que a tinham lido no cabeleireiro.

O Big Brother 茅, de facto, uma pena. Podia ter melhores concorrentes, as tarefas semanais poderiam ser mais educativas e divertidas, para eles e para o p煤blico em geral. Mas quando h谩 concorrentes capazes de confundir dentadura com ditadura鈥 est谩 tudo dito.

Agora, professora Zita Leal, eu tamb茅m vejo o BB, entre outras raz玫es mais s茅rias porque tenho saudades de ver gente sem m谩scara, que se toca e se beija ao vivo, se ri e se zanga, dorme toda junta e n茫o sabe nada do que se passa aqui fora na maldita pandemia, protegida pelos testes negativos e sem outros contactos perigosos. Depois de os ver, ent茫o parto para coisas s茅rias. E em si, Professora Zita, tamb茅m gostei muito da maneira bonita, graciosa e delicada como anunciou amar e ser amada pelo seu mais que tudo, ambos a entre ajudarem-se de joelhos doridos no ch茫o a apanharem o que vos ca铆u.

Professora, volte depressa e, respeitosamente, aceite um beijinho digital.

Joaquim Letria

letria@minhodigital.pt

Partilhar

Partilhe este artigo

 Do autor...  Do mesmo autor...