Paul Pereira: um dedicado “mayor” luso-americano em Nova Iorque

A comunidade lusa nos Estados Unidos da América (EUA), cuja presença no território se adensou entre o primeiro quartel do séc. XIX e o último quartel do séc. XX, período em que se estima que tenham emigrado cerca de meio milhão de portugueses essencialmente oriundos dos arquipélagos da Madeira e dos Açores, destaca-se hoje pela sua perfeita integração, inegável empreendedorismo e relevante papel económico e sociopolítico na principal potência mundial.

No seio da numerosa comunidade lusa nos EUA, segundo dados dos últimos censos americanos residem no território mais de um milhão de portugueses e luso-americanos, destacam-se vários percursos de vida de compatriotas que alcançaram o sonho americano (“the American dream”).

Entre as várias trajetórias de portugueses que começaram do nada na América e ascenderam na escala social graças à capacidade de trabalho e de mérito, destaca-se o percurso inspirador e dedicado de Paul Pereira, professor de História e atual “mayor”, presidente do município de Mineola, no estado de Nova Iorque.

Natural da localidade de Veiros, concelho de Estarreja, Paulo Pereira emigrou no final da década de 1970 para a América, com 6 anos de idade, na companhia dos pais e irmãos, na esteira de milhares de patriotas em demanda de melhores condições de vida.

O sentido de esforço, trabalho e dedicação, valores coligidos no seio familiar, impulsionaram durante a adolescência o jovem estarrejense a encetar em Mineola, no estado de Nova Iorque, uma sustentada formação académica no campo da História na Adelphi University e no Queens College. Assim como uma devotada carreira no ensino da História, mormente na Mineola High School, enobrecida com uma abnegada dedicação ao associativismo luso-americano.

Premissas que lhe franquearam as portas do mundo da política autárquica na pátria de acolhimento, e que culminou no decurso do ano transato com a sua eleição como presidente da vila de Mineola, uma área suburbana nova-iorquina que alberga uma população de 20 mil habitantes, entre eles, cerca de 20% portugueses e lusodescendentes.

Radicado há mais de quarenta anos nos EUA, o percurso profissional, cívico e político do primeiro luso-americano “mayor” em Nova Iorque, é reconhecido pela comunidade a quem devota um profundo sentido de serviço público, por manifestar constantemente um espírito abnegado de dedicação, entreajuda e proximidade.

Casado e pai de três filhos, o sucesso que o professor, dirigente associativo e político luso-americano alcançou ao longo dos últimos anos, tem sido acompanhado de uma notória sensibilidade com a preservação do passado, os desafios do presente e a futura matriz cultural e identitária da comunidade portuguesa em Mineola. Concomitantemente, não esquece também as suas raízes, regressando amiudadamente a Veiros, para onde retornaram os pais já há vários anos, transmitindo com reiterado orgulho os costumes e tradições das gentes do torrão natal aos seus descendentes.

Uma das figuras mais proeminentes da comunidade luso-americana, o exemplo de vida de Paul Pereira, recorda-nos a interpelação de Nelson Mandela, símbolo cimeiro dos direitos humanos no século XX: “Será que alguém pensa genuinamente que se não conseguiu algo foi por não ter tido o talento, a força, a resistência e a determinação nesse sentido?”.

geral@danielbastos.pt
  Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Opinião  
  Partilhar este artigo