Trânsito

Eis mais uma colaboração com a assinatura de José Verde Pardo, vinda da Galiza.

Gosto de viajar por outros lugares,

que não sejam a pele dura da vida.

Aproveite cada momento

da brisa,

ou deixe-se envolver pela leitura

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

de um bom livro,

que dita e fala poesia.

 

sente-se em uma pedra

observar as cristas brancas de uma onda azul

e transparente,

e perder a visão,

no horizonte cinzento

do primeiro céu.

PUB

 

E assim,

mais do que sozinho,

absorvido e um tanto ausente,

isolado das pessoas,

Estou me sentindo mais seguro,

do que um peixe,

longe de um gancho.

 

Voe pelas estrelas siderais e distantes,

Eu também gosto

e isso me excita,

 

(é por isso que nas manhãs frias,

deste inverno tempestuoso,

Abro, do meu quarto,

as janelas),

 

para que você possa entrar furtivamente,

como uma borboleta branca,

e descansando no meu travesseiro,

escreva sobre isso,

seu bendito nome,

e desenhe com suas asas

um coração terno,

e lábios de manjericão.

 

Gosto de viajar por outros lugares.

  Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Também pode gostar