Eleito Diretor do Agrupamento de Escolas de Monção

sergio

Sérgio do Nascimento Gonçalves foi mais uma vez eleito para diretor do Agrupamento de Escolas de Monção no passado dia 15 de julho de 2015 com treze votos, contra 6 da outra candidata. Recorde-se a este propósito que este Agrupamento de Escolas se mantém em processo de Agregação e sem uma direção eleita há 3 anos letivos consecutivos.

O Conselho Geral já foi constituído duas vezes e o diretor eleito por três vezes, sempre com o mesmo candidato a vencer, Sérgio do Nascimento Gonçalves , mas a tutela não viabilizou as duas eleições anteriores, no entanto supõe-se que desta vez o fará, tal como já o fez sentir o atual Delegado Regional da Administração Escolas do Norte, Otávio Mesquita e a Diretora Geral da Administração Escolar, Maria Luísa Oliveira, que pretendem ver este assunto do Agrupamento de Escolas de Monção resolvido até ao final deste ano letivo. O ex-diretor do Agrupamento de Escolas, Joaquim Lobo Pereira e outras pessoas ligadas à ex-candidata a diretora, Amélia Pires Novo, enviaram uma comunicação para a Direcção Geral de Administração Escolar solicitando ainda antes mesmo da eleição, a não homologação dos resultados eleitorais até o tribunal decidir sobre a ação interposta por Luís Cunha contra o próprio Ministério da Educação.

Luís Vaz da Cunha é elemento do Conselho Geral, mas está ser muito contestado pois ocupa lugar como representante dos pais e encarregados de educação sem que tenha qualquer filho a estudar nas escolas de Monção, para poder continuar neste órgão consta como encarregado de educação do filho de uma prima, o que pode não ser regular e muito menos ético. O Conselho Geral teve de reunir de urgência para se pronunciar sobre este processo e decidiu pela homologação, no entanto, o representante da autarquia pelo CDS neste orgão, considerou que se devia esperar pelo resultado do processo em tribunal o que levanta mais uma vez a suspeita do envolvimento deste partido e do deputado Abel Batista, também vereador na Câmara Municipal de Monção, junto do governo, para que não deixe avançar o processo de tomada de posse do diretor eleito, tal como já aconteceu por duas vezes nas duas eleições anteriores.

Muita tinta já correu sobre este longo, difícil e estranho processo eleitoral. Em breve saberemos se este foi o desfecho final ou se existem mais capítulos para o nosso jornal.

  Partilhar este artigo
Nuvem do Minho
geral@minhodigital.pt
  Partilhar este artigo

Junte-se a nós todas as semanas