População andorrana “saboreia” a Portugalidade

A 44.ª edição da Feira de Andorra la Vella encerrou esta tarde as portas com um balanço muito positivo de vendas e de visitantes, mais de 70.000.

Formada por 187 expositores, durante os três dias de Fira o Grupo de Folclore Casa de Portugal marcou presença por 13º ano consecutivo, somente interrompida em 2020 pala pandemia.

Uma participação que superou todas as expectativas quanto aos produtos expostos assim como o volume de vendas que tem vindo a aumentar ano após ano. No stand do Grupo os visitantes degustaram produtos elaborados pelos elementos da coletividade como bolinhos e pataniscas de bacalhau, rissóis, bifanas e moelas. Os mais gulosos puderam saborear os pasteis de Belém, rabanadas e bolos caseiros. Os sabores lusitanos estiveram também presentes através do azeite transmontano, os enchidos minhotos e a broa de milho e centeio assim como o vinho verde que fez as delicias a quem visitou o stand.
Nesta edição, o Grupo surpreendeu a organização e o público com a decoração do stand dedicado ao azulejo português integrando também imagens sobre a última exposição fotográfica, as quais fazem referência a “ir lavar a roupa”.
No sábado a cultura popular portuguesa marcou presença no palco da exterior à Fira com a atuação às 19 horas do Grupo de Folclore Casa de Portugal que apresentou danças do seu reportório e onde as cantigas da região do Alto Minho se fizeram ouvir pelo imenso público que assistiu ao evento.
Antes da atuação do Grupo de Folclore Casa de Portugal subir ao palco, marcou presença também, às 16h30, o Rancho Folclórico dos Residentes do Alto Minho que apresentou as suas danças e a vivacidade do seu trajar.
Na carpa da Feira de Associações, além de representações de países como Filipinas, Ucrânia, Peru, Argentina e Rússia, esteve também presente a Associação de Trás-os-Montes e Alto Douro que apresentou, durante os três dias de Fira, alguns dos produtos mais típicos da região transmontana.
Após o intenso fim de semana de promoção da portugalidade no Principado de Andorra, o Grupo de Folclore Casa de Portugal prepara-se para inaugurar no próximo dia 8 de novembro a exposição itinerante INTEGRADOS, desta vez na paroquia de Encamp. A cerimónia de apresentação do trabalho do Grupo, integrando o traje português nos espaços emblemáticos do Principado, terá lugar na sala de exposições da Câmara Municipal (Comú) de Encamp e estará patente até o dia 1 de dezembro, transladando-se no dia 4 do mesmo mês à sala de exposições do posto de turismo da cidade de Pas de la Casa, na fronteira com a França.

PUB

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

 

 

PUB
PUB
  Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

geral@minhodigital.pt

  Partilhar

PUB
PUB

Junte-se a nós todas as semanas