Janela do Futuro – Paulo de Morais

Na passada sexta-feira, dia 7 Agosto, na Libraria Bertrand no Shopping Estação Viana, Paulo de Morais, um vianense candidato à presidência da República Portuguesa, apresentou ao numeroso público presente o seu novo livro recentemente editado, ‘Janela do Futuro’.

Fotos: Joca fotógrafos e José Rego

PUB

Durante uma hora, o espaço da libraria onde o sistema do ar condicionado era limitado, encheu devido à presença de muitos amigos e apoiantes a Paulo de Morais, os quais, em aplausos todos desejaram boa sorte ao candidato à Presidência da República.

Paulo de Morais no seu recente livro descreve algo a condizer, por que é que os portugueses sofrem tanto quando poderiam viver num paraíso? É claro, que, o país seria mais justo se a corrupção exercida por uma minoria fosse extinta.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

PUB

Dirigido aos ‘’famigerados’ pelo dinheiro fácil que a Europa rica nos concede nos próximos 5 anos, o equivalente a 26 biliões de euros, que a bem dizer, é uma ‘pipa de massa’.

PUB

Durante o próximo mês de setembro, Paulo de Morais, fará pausa na sua campanha presidencial, devido às próximas eleições legislativas em 4 Outubro 2015.

 

PUB

Em Portugal, os 41 anos de liberdade e democracia não resultaram em desenvolvimento nem trouxeram a qualidade de vida a que todos têm direito. O sentimento dominante é hoje o medo. O medo, tomou conta da sociedade portuguesa, e domina a vida de todos nós. (…)

Uma sociedade na qual impera o medo, está vulnerável a todo o tipo de demagogia. (…)

….

Eis aqui, algumas notas retiradas do livro para cidadãos interessados:

… tanto no desporto como na política, o arbitro, é o melhor jogador. Pág. 12.

… mais de metade dos presidentes de Câmara – e de juntas de freguesia – é estreante no atual cargo. Pág. 59

…mas, provavelmente, as más práticas, os velhos defeitos, os negócios escuros de sempre, continuarão o seu caminho.

…o poder local pode maquilhar-se, mas dificilmente se reformará. Continuará refém de um pequeno grupo de corruptos. (os tais Caudilhos, pequenos ditadores locais). 

…constituem uma minoria, é certo, mas uma minoria que domina mais de 90 % dos negócios.

… Presidentes de Câmaras, …vereadores do urbanismo, …vereadores da via pública …são os detentores dos pelouros do ambiente que concedem modelos de parcerias público-privadas … (…) com elevada rentabilidade para os concecionários e cujo risco corre por conta do erário público.

…estes políticos alienam o poder popular a troco de inúmeras vantagens pessoais. Prostituem a sua função.

…a maioria dos autarcas é, apesar de tudo, gente materialmente séria. (…) mas, ao silenciarem-se perante os corruptos tornam-se igualmente responsáveis. Estão anestesiados pelas benesses que os lugares lhes concedem.

…a proximidade do poder traz muitas vantagens de que estes actores não querem abdicar. Como reza o ditado, “é tao ladrão o que vai à horta como o que fica à porta”.

… só a sua revolta e a denuncia face às situações  que tão bem conhecem, poderiam regenerar o poder autárquico. (Alô, presidentes de Juntas e Câmaras) Págs. 60.

…. O novo código legal assenta no princípio de que quem administra dinheiros públicos tem de explicar muito bem a sua vida patrimonial. Pág. 104

Quem anda na vida pública tem direito a privacidade, é certo, mas apenas no que diz respeito à estrita esfera da sua intimidade, sua e da família. Pág. 104

A terminar, Paulo de Morais escreve, …”eliminar todos os privilégios que, sendo mantidos à custa da depressão e ofensa dos nossos semelhantes, são para mim malditos.” Pág. 130

Recolha de assinaturas na Praça da República 

 

 

PUB
  Partilhar este artigo

  Partilhar

PUB
📌 Mais de Viana
PUB

Junte-se a nós todas as semanas