Albino Almeida: “Caiu a esperança de desagregação de muitas freguesias”

No Conselho Geral da Associação Nacional de Assembleias Municipais (ANAM) reunido em Pinhel no último fim-de-semana, foram discutidas as questões internas de funcionamento das assembleias municipais, bem como o papel da formação cívica e política sustentada pela enorme oferta de produtos e serviços da ANAM, em prol do conhecimento sobre o poder local e valorização dos eleitos locais, quer seja através de cursos online quer seja pela produção intensa de literatura técnica e de divulgação sobre os mais diversos temas da administração local.

Estão em preparação, assim, etapas de difusão e formação como o lançamento do portal ANAM com o contributo das boas práticas, relevantes sobretudo para a cooperação com a CPLP, a segunda fase do curso de literacia, cujo objetivo é poder ser ensinado futuramente nas escolas, bem como as comemorações dos 50 anos de regime democrático, com especial enfoque para as Assembleias Municipais jovens.

A situação política atual foi analisada por Albino Almeida, presidente da ANAM, que na premissa de que “a política reinventa-se todos os dias”, declarou numa análise do quadro do poder local à luz da nova realidade política do país: Caiu a esperança de muitas freguesias que esperavam ser desagregadas.

PUB

Congresso adiado para 18 de Maio

Tendo o Conselho Geral da ANAM aprovado por unanimidade o Plano de Atividades para 2024 e atendendo à situação política atual, foi decidido igualmente que o próximo Congresso da ANAM se realizasse a 18 de Maio, em Barcelos.

GOSTA DESTE CONTEÚDO?

Composição do Conselho Geral da ANAM – Presidência de João Bosco, de Machico, secretariado por Humberto da Costa Cerqueira, de Mondim de Basto, Manuel José Santos Pinho, da Anadia, Catarina Gertrudes Pulguinhas Gaspar, de Arruda dos Vinhos e Eugénia Leal, de Vila Franca do Campo, designada para a Mesa e eleita por consenso e ainda os seguintes conselheiros: Hortense Lopes dos Santos, de Braga; Maria Rosalina Teles, de Sousel; Aires de Jesus Santos, de S. Vicente; César Fernando Lima Branquinho, de Santa Comba Dão; Célia Paz, de Vila Real de Santo António; Ângela Guerra, de Pinhel; José Luís Nunes, do Funchal; Manuel Cristo, de Aljezur; Baeta de Castro, da Calheta; Camilo Morais, de Macedo de Cavaleiros; António Augusto Ribeiro, de Murça; Joaquim José Ruivo, da Batalha; António Ramos Preto, da Amadora; Bragança Fernandes, da Maia; Maria Joaquina Matos, de Lagos; José Duarte Pereira, da Figueira da Foz e Manuel Alberto Santinhos Cristo, de Aljezur.

Estiveram presentes os elementos da direção: Albino Almeida, Presidente da ANAM, de Gaia; Elisabete Oliveira, de Oeiras; Carlos Almeida, de Monchique; Fernando dos Santos Pereira, de Barcelos e Eulalia Teixeira, de Castro d’Aire e Conceição Casa Nova, de Beja. Do Conselho Fiscal marcou presença o seu Vice-Presidente, Manuel Miguel Pinheiro Paiva, de Vale de Cambra.

PUB

Marcaram presença ainda os elementos que compõem a estrutura da ANAM: secretário-Geral-António Afonso; Manuel Ferreira Ramos, na sua qualidade de coordenador do CVEL – Centro de Valorização de Eleitos Locais.

PUB
  Partilhar este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

geral@minhodigital.pt

  Partilhar

PUB
PUB

Junte-se a nós todas as semanas